Todo ano, nesta época, não existe assunto mais falado que o temido Imposto de Renda.
Sabemos que não é uma tarefa tão prazerosa, mas todo cidadão que possui rendimentos acima de um valor determinado, precisam prestar contas à Receita Federal.

O Governo Federal estima que cerca de 13 milhões de pessoas ainda não entregaram o imposto de renda, número que preocupa, já que o prazo este ano foi reduzido e a não entrega dentro da data estipulada gera multa de até 20% do imposto devido.

A importância de contratar uma empresa de contabilidade

Médicos e profissionais da saúde em geral, que são Pessoa Jurídica e têm empresa aberta, como consultórios ou sociedades, também precisam declarar o Imposto de Renda. Neste caso, a parte aplicada incide sobre o lucro que pode ser presumido, real ou arbitrado.
Desde 1996, o Imposto de Renda Pessoa Jurídica é de 15% sobre o lucro conquistado, com adicional de 10% sobre a parcela que exceder o valor de R$ 20.000,00 por mês.

É extremamente importante contar com a ajuda de uma empresa especializada, que além de todo o processo de entrega, também faz os informes de rendimentos para os funcionários. É importante também que os documentos apresentados sejam verdadeiros e estejam adequados, com a utilização da assinatura digital e com um certificado digital válido.

Dá para acabar com a dor de cabeça e deixar a parte burocrática para a empresa de contabilidade, podendo assim focar no crescimento do seu negócio com tranquilidade.

Considerações importantes para Pessoas Jurídicas

  1. Empresas que atuam com atividades filantrópicas, culturais, recreativas e científicas são isentas do pagamento do Imposto de Renda.

  2. O IRPJ (Imposto de Renda Pessoa Jurídica) pode ser pago por meio da guia chamada DARF, gerada pelo contador, exceto para optantes do Simples Nacional, que podem utilizar somente o DAS.

  3. É preciso salientar que, diferentemente do Imposto de Renda de Pessoa Física, contribuição devida pelas pessoas físicas, o IRPJ (Imposto de Renda Pessoa Jurídica) não é anual. Como visto anteriormente, ele deve ser pago a cada três meses. No caso de quem está sob o regime tributário de Lucro Real, existe a possibilidade da apuração ser mensal.

  4. Como visto, a definição do regime tributário da sua empresa tem total importância em relação ao IRPJ (Imposto de Renda Pessoa Jurídica). Sendo assim, não deixe de fazer um planejamento tributário adequado para garantir que tanto o seu faturamento quanto o tipo de atividade exercida sejam devidamente considerados na definição do regime e sua empresa tenha como diminuir seus gastos no cumprimento de tributos.

 

Confira matéria concedida à RECORD TV Rio Preto sobre o prazo final para a entrega do Imposto de Renda 2019: